O câncer de próstata

O câncer de próstata é o 2 º tumor mais comum em homens brasileiros; técnicas de reprodução assistida podem auxiliar homens que ainda desejem ter filhos após diagnosticada a neoplasia.

O câncer de próstata acometeu cerca de 61 mil homens no ano de 2016 no Brasil, segundo dados do INCA (Instituto nacional do Câncer) e pode levar a infertilidade. Isto acontece porque o câncer e os tratamentos possíveis: como radio, hormonioterapia e ou quimioterapia, afetam a função da glândula masculina, responsável por produzir compostos importantes do líquido seminal que nutre os espermatozoides.

Além disso, a depender do caso, o médico especialista pode indicar a retirada cirúrgica da glândula. Sem a próstata, a produção do líquido seminal é afetada, ou seja, o homem fica infértil. Mesmo assim em casos em que não é preciso retirar a glândula, o tratamento pode eliminar a produção dos espermatozoides”.

Em ambos os casos, as técnicas de reprodução assistida podem permitir que o homem que deseja ser pai tenha a sua fertilidade preservada. “Uma possibilidade é congelar o sêmen em uma clínica de reprodução, antes da radioterapia. Nos casos cirúrgicos, além da possibilidade do congelamento antes da cirurgia, ainda é possível obter posteriormente os espermatozoides diretamente do testículo para o processo de fertilização in vitro, no qual o óvulo é fecundado no laboratório e o embrião é transferido para o útero”.

Comments are closed.

WhatsApp
Enviar WhatsApp