FIV/ICSI com programa de ovodoação

No Brasil, os tratamentos com óvulos doados são regulamentados pelo Conselho Federal de Medicina. A prática permitida no nosso país é a doação compartilhada de óvulos, onde a paciente doadora, também portadora de problemas de fertilidade, compartilha parte de seus óvulos (o excedente ao seu tratamento) e a paciente receptora de óvulos compartilha dos custos do tratamento da doadora.

Qual é o casal que necessita de tratamento com óvulo doado?

  1. Mulheres com idade avançada, onde a realização de tratamentos para engravidar terão baixas chances de sucesso ou elevado risco de aborto e/ou nascimento de bebês com problemas genéticos
  2. 2. Pacientes com baixa reserva ovariana
  3. 3. Pacientes que sofreram danos aos ovários, como cirurgias, sequelas de endometriose ou infecções graves, passado de lesões ovarianas ou tratamentos oncológicos.
  4. 4. Pacientes com várias falhas em tratamentos prévios, cuja hipótese que justifica os insucessos seja a qualidade de seu óvulo.
  5. 5. Mulheres com alterações genéticas, cujo sucesso em obter gestação de bebê saudável pode ser de baixa chance, alto custo emocional e financeiro


Quem pode ser doadora de óvulos?

  1. 1. Ter indicação médica de fertilização in vitro devido sua infertilidade, isto é, deve precisar de uma fertilização in vitro
  2. 2. Ter idade máxima de 35 anos
  3. 3. Ter reserva ovariana adequada para produzir óvulos para dois tratamentos (o próprio e o da receptora)
  4. 4. Apresentar sorologias negativas para infecções
  5. 5. Não ter histórico de doenças genéticas próprias ou na família
  6. 6. Ter avaliação genética normal
  7. 7. Estar disposta a doar óvulos excedentes além daqueles que necessita para ter a sua chance habitual de engravidar em um tratamento de fertilização in vitro.


Como funciona?
Após a avaliação por médico especialista e verificação de que a paciente preenche critérios para ser doadora de óvulos excedentes ao seu tratamento, uma busca nos arquivos da clínica é realizada para identificar um casal que deseja/precisa receber óvulos que seja compatível fisicamente com esta doadora. A seleção da paciente doadora se apoiará nas características físicas, como altura, cor de pele, cor dos olhos, estrutura física, tipagem sanguínea, ascendência familiar, entre outras.

Encontrando este casal, a paciente que é potencial doadora de óvulos inicia o processo convencional para realização da fertilização in vitro, sendo estimulada a produzir vários óvulos, através do uso e medicamentos. A receptora, por usa vez, utiliza medicamentos para preparar seu endométrio a fim de receber o embrião.

Ao término da estimulação ovariana, os óvulos serão captados e, havendo óvulos excedentes, eles serão divididos entre as duas pacientes. A proporção de óvulos que cabe à doadora será fecundado pelos espermatozoides de seu companheiro e a proporção de óvulos recebida pela receptora será fecundada pelos espermatozoides de seu companheiro. A seguir, a cada paciente será transferido seu(s) embrião(s) para o interior de seu útero. Para ambas pacientes, os cuidados durante e após o procedimento, são os mesmos das pacientes submetidas a fertilizações in vitro convencionais.

Essa forma de tratamento deve ter uma sustentação psicológica adequada para ambos casais. É preciso compreender que a genética do(s) bebê(s), tanto da doadora de óvulos quanto da receptora de óvulos, será proveniente da carga genética da doadora com a carga genética do respectivo cônjuge. As taxas de sucesso dessa modalidade de tratamento são estimulantes.

Pode-se dizer que está entre as formas de tratamento com maiores chances de sucesso na área de reprodução assistida, pois utiliza-se de embriões frescos provenientes de óvulos jovens transferidos para um útero preparado exclusivamente para a recepção dos mesmos. Isto quer dizer que a receptora dos óvulos não está sujeita a interferências de uma estimulação hormonal, o que poderia até diminuir as chances de gestação.

Sobre o programa
O primeiro passo para entrar no programa de doação compartilhada de óvulos é passar por uma avaliação com um dos nossos especialistas em reprodução humana. Nesta consulta, além de exame físico e avaliação de exames complementares, o médico irá orientá-la sobre o processo de ovodoação.

As pacientes que participam do programa de ovodação compartilhada são pacientes que precisam de tratamentos de reprodução assistida. Tanto a candidata à doação de óvulos, como a candidata à recepção de óvulos. Conforme a Resolução do CFM, mulheres sem problemas de infertilidade não podem ser doadoras de óvulos.

Sendo ovodoação compartilhada, onde doadora compartilha óvulos e receptora, custos, o valor de um tratamento de ovodoação para receptora é aproximadamente 30% maior que o custo de uma fertilização in vitro convencional com óvulos próprios. Os custos da fertilização in vitro para a doadora de óvulos são reduzidos, correspondendo a aproximadamente 40% do valor gasto em uma fertilização in vitro convencional. Exames, procedimentos cirúrgicos para obtenção de espermatozoides (no caso de homens vasectomizados ou que não tenham espermatozóides no ejaculado), congelamento de embriões, se necessário, ficam por conta de cada paciente.

Pacientes que se candidatam a serem doadoras de óvulos não devem obter nenhum ganho financeiro direto através dessa ação e devem ser asseguradas pela equipe médica de que caso produzam menos óvulos do que o esperado para suprir a demanda de duas pacientes, a prioridade será dela.

Essa modalidade de tratamento tem por exigência a preservação do anonimato, isto é, as pacientes doadora e receptora não devem se conhecer. Leia mais legislação em reprodução assistida.

Pacientes com desejo de realizar fertilização in vitro sendo doadora de óvulos podem agendar uma consulta sem custo com nossa equipe de enfermagem para avaliar sua participação em nosso programa. Para agendamento dessa consulta, clique aqui ou envie um e-mail para enfermagem@embrios.com.br. Preenchendo os critérios para participar do programa de doação compartilhada de oócitos, conforme previsto na resolução do CFM, você será encaminhada à consulta médica agendada, com condições especiais para pacientes do programa.

 

Comments are closed.

WhatsApp
Enviar WhatsApp